3 dicas rápidas de marketing para empresas

3 dicas rápidas marketing empresarial

A maioria das pequenas empresas sentem os vários obstáculos à sua volta, com as mudanças de mentalidades e do comportamento do consumidor nesta era digital em constante evolução.

Mas uma coisa é certa: as pequenas empresas precisar de ser mais eficazes e fazer uso de táticas de marketing que lhes possam ser lucrativas.

Muitas pequenas e médias empresas (PMEs) pensam que têm de estar obrigatoriamente no Facebook, porque é o que toda a gente diz, no entanto, as redes sociais têm um dos retornos-ao-investimento (ROI) mais pequenos de entre várias táticas de marketing.

É curioso que apenas 14% das empresas vêem um bom retorno com os esforços que investem nas redes sociais.

Se tens ou colaboras numa pequena ou média empresa, mostro-te três dicas rápidas que funcionam e não te vão custar muito dinheiro.

Dica #1: Referências

Passar contactos e referências de confiança têm 7 vezes mais probabilidade de se tornarem clientes do que pessoas contactadas a frio.

Isto porque alguém em que elas confiam lhes recomendou a tua empresa, o que faz com que a pessoa vá mais disposta para trabalhar contigo.

O problema é que a maioria das empresas não tem um processo proativo em vigor para obter referências, apenas recebem as pessoas como se fosse um presente bem vindo.

Em vez de ficar à espera que estas leads venham ter consigo, usa este processo para aumentares o número de referências que recebes.

Como ter mais referências de pessoas:

  • Fica com toda a informação do cliente na altura da compra, incluindo email;
  • 2 semanas após a venda, envia-lhes uma cartinha por correio a agradecer-lhes, e com 3 cartões de desconto para eles oferecerem a amigos
  • Envia-lhes também (na mesma carta do passo anterior, ou numa carta à posteriori), um pequeno presente para que eles se sintam especiais (eu costumo enviar um quadradinho de chocolate negro).

Isto funciona porque a maioria das empresas só querem saber de faturar, e o conceito de dar um presentinho (seja desconto ou chocolatinho) parece nem lhes passar pela cabeça.

Mas pensa nisso: quando foi a última vez que uma empresa te enviou um presente ou uma carta de agradecimento?

Ao enviares por correio, estás a ser diferente, porque não estás a enviar por email a atafulhar a caixa de correio das pessoas.

Para que a tua carta se destaca ainda mais, coloca na parte de fora do envelope um grande laço vermelho (ou escrito apenas em letras) “Presente especial cá dentro”. Isto faz com que a pessoa tenha curiosidade em abrir.

Custo estimado: €1 cada presente/desconto enviado
Retorno estimado: Até 3 referências de amigos + 1 cliente repetido.

Dica #2: Reativar clientes antigos

Outra coisa que podes fazer é reativar clientes. Clientes que não repetiram a compra, que não compram um produto ou contratam um serviço há algum tempo da tua empresa.

Por exemplo, eu não vou ao dentista há muito tempo, mas se eu recebesse um incentivo (na forma dum desconto) do meu dentista, provavelmente ia lá ainda esta semana.

Só porque um cliente não tem comprado nada de ti, não quer dizer que não estejam interessados. A oportunidade talvez não tenha acontecido de novo, ou estão atarefados com outras coisas.

Um outro exemplo, há uns meses atrás comprei uma embalagem de vitaminas duma loja nos EUA. A embalagem já acabou, mas não recebi nenhuma sugestão daquela loja online para voltar a encomendar de novo. Eventualmente irei um dia voltar a comprar, ou de lá, ou daquelas vitaminas baratas do Lidl/Aldi, mas se eu fosse re-lembrado, talvez voltasse a comprar.

Como fazer follow up com clientes antigos

  • Escreve uma carta de “sentimos falta sua – eis uma oferta especial para si” e envia por correio;
  • Após 2 semanas, se não funcionar, envia-lhes uma segunda carta com um voucher que podem redimir por um presente gratuito se forem físicamente à loja. Para uma clínica ou esteticista, isto podia ser um brinde-surpresa, se fores um contabilista, podia ser uma caneta de luxo Parker. O objetivo é que eles venham ter contigo.
  • Quando vierem ter contigo por causa da oerta, pergunta-lhes se eles querem comprar/contratar alguma coisa e que estás aqui para ajudar.

Isto funciona porque as pessoas esquecem-se. Têm responsabilidades e coisas para fazer. É a tua obrigação de lembrares as pessoas que existes, e isso normalmente é feito com um pequeno suborno.

Custo estimado: €10-15 dependendo da tua oferta/desconto
Retorno estimado: Um atual cliente a fazer despesa contigo de novo.

Dica #3: Otimização de motores de busca

Ser encontrado pelo Google. É um espetáculo não é?

SEO (search engine optimization), ou seja, ser encontrado pelo google nos resultados de pesquisa natural, é um dos meios mais eficazes de ter estabilidade a longo prazo para uma empresa.

Então como é que podes ser encontrado pelo Google e o que é isto do SEO?

O SEO é o método de tornares o teu site amigável dos motores de busca. Envolve trabalhares dentro e fora do site (on-site e off-site), fazendo mudanças, criando autoridade (como links) de outros websites pela internet.

Há muito mais do que isto, mas estou-te a dar apenas o básico. Se queres saber mais, lê este guia que escrevi no blog da minha agência: Tutorial SEO.

Podes aprender e implementar SEO por ti mesmo(a) ou trabalhar cm uma agência que te possa ajudar. Se escolheres uma agência, procura saber se eles sabem do que estão a falar, se obtêm resultados, e se algum cliente deles foi penalizado por infringir alguma regra do google.

Isto funciona porque desde a última década que as pessoas estão habituadas a pesquisar na internet de cada vez que querem saber ou encontrar alguma coisa. Se estiveres nos primeiros resultados quando alguém está à procura do tipo de serviços que fazes, estás a ter leads grátis.

Nota que isto do SEO pode levar alguns ou varios meses até apresentar resultados, mas as boas notícias são que ao fim de 6-12 meses de trabalhares com uma agência (ou fazeres por ti próprio), podes ter retorno na ordem de duas, três ou dez vezes mais o teu investimento.

Custo estimado: €300-900 por mês dependendo da indústria.
Retorno estimado: Break even após 3 ou mais meses.

Há várias outras táticas de marketing tradicional e digital que funcionam atualmente, mas na minha opinião o SEO é muito eficaz. Não é para todos os bolsos, mas pode funcionar bem. Em alternativa, experimenta as 2 primeiras dicas para obteres orçamento que possas aplicar numa estratégia SEO a longo prazo.

Seja social e partilheShare on FacebookShare on LinkedInTweet about this on Twitter

Deixe um comentário