Atinja seus fãs

Anúncios Facebook e os seus Fãs

Anúncios Facebook e os seus Fãs: quando segmentar para fãs, quando excluir fãs, e quando ir atrás dos amigos deles.

Aquilo que os anúncios Facebook têm de bom é que podemos atingir grupos específicos de pessoas que podem ou não conhecer o seu negócio. Isto é uma parte de saber atingir as pessoas certas, perceber quem irá responder melhor à oferta específica que está a colocar à frente das pessoas melhora sempre os seus resultados, independentemente de quão pequeno é o seu orçamento.

Neste artigo vou responder a algumas perguntas que me colocam sobre públicos e como atingir as pessoas certas no Facebook.

“Quando devo segmentar para os meus fãs, e quando os devo excluir? E o que é aquilo do ‘amigos das pessoas ligadas à minha página’?

Antes de entrarmos na estratégia, vamos dar uma espreitadela em como definir a sua segmentação para que possa atingir estes diferentes grupos com os seus anúncios.

Vá à secção de Públicos no Facebook, clique em Criar Público > Público guardado.

Cá em baixo, há uma opção de Ligações. Clique nela e selecione Combinações avançadas.

Ligações combinações avançadas.

É aqui que podemos criar um público com base nos fãs, amigos dos fãs, ou excluir os fãs.
Ligações - combinações avançadas explicação.

Isto parece simples mas pode ser confuso, por isso vou explicar as coisas tintin-por-tintin.

Deve segmentar para os seus fãs se:

1. Quer-lhes vender alguma coisa. Se está a planear a abertura do seu carrinho para vender algum tipo de produto digital ou está a aceitar novos clientes, a sua melhor aposta para vender alguma coisa é com email marketing.

Isso significa que tem de colocar os seus fãs na sua lista de emails, de preferência antes do seu lançamento. Assim eles habituam-se a receber comunicações suas fora do Facebook.

Quando tem o endereço de email das pessoas, é mais provável conseguir que eles visitem o seu website, visitem o seu blog, leiam os artigos e vejam os seus vídeos do que se tivessem apenas gostado da sua página.

E você sabe bem que o alcance orgânico dos posts duma página é ridiculamente baixo (a menos que pague para promover os seus posts). Daí a necessidade de fazer com que os seus fãs da página se tornem subscritores da sua lista (você não é dono do Facebook, mas é dono da sua lista).

Já que os seus fãs o conhecem (ou não teriam clicado em Gosto na sua página), estão mais propensos de se inscreverem na sua lista do que alguém que nunca ouviu falar de si. Assim gasta menos dinheiro a arranjar novos subscritores. É uma forma mais barata de crescer uma lista de emails.

2. Já está a vender alguma coisa. Quer fazer anúncios para enviar tráfego diretamente para a sua sales page? Eu percebo.

Mas só há dois tipos de públicos que devia atingir com estes anúncios: os seus fãs e a sua lista de email (pode haver alguma sobreposição nestes dois, mas é um bom tipo de sobreposição, portanto não se preocupe).

É muito difícil apresentar a sua oferta a alguém completamente NOVO ao seu negócio e que essa pessoa abra os cordões à bolsa e compre alguma coisa sua. E a probabilidade disso acontecer como resultado dum anúncio numa rede social é ainda menor.

Portanto quaisquer anúncios que promovem diretamente o seu produto ou serviço devem ser apenas mostrados a pessoas que já o conhecem (nem que seja por terem Gostado da sua página).

Dica pró: espere até ao fim do seu lançamento (fechar o carrinho) para mostrar anúncios que promovem o seu produto. Pode usar públicos personalizados para atingir pessoas que ainda não compraram e conseguir assim algumas vendas de pessoas que de outra forma teriam perdido esta oportunidade. Eis mais informação aqui.

Deve excluir os seus fãs se:

Quer chegar a novas pessoas e convertê-las em fãs ou subscritores. Simples, não é? Se está a tentar aumentar o seu alcance, não gaste dinheiro em anúncios para pessoas que já conhecem o seu negócio.

Faço aqui um pequeno parêntesis para falar sobre diferentes anúncios para diferentes tipos de públicos: a copy do seu anúncio deve ser muito específica se está a segmentar para pessoas novas.

Se está a segmentar para os fãs e tentar que eles se subscrevam na sua lista, pode usar linguagem relacionada com a sua marca, partindo do princípio que os seus fãs têm algum entendimento básico sobre a personalidade do seu negócio.

Não fala muitas suposições, porque provavelmente serão poucos dos seus fãs ou pessoas na sua lista que conhecem bem os seus produtos ou serviços (eu sei que isto é triste, mas é assim).

Mas quando estiver a criar perceção de marca e a crescer fãs ou subscritores, escreva copy para o seu anúncio clara e sucinta.

Você pode perceber que palavras como liberdade, paixão, produtividade e fácil significam da maneira que se relacionam com o seu negócio, mas pense na experiência que o seu público-alvo tem no Facebook. Será que estou no Facebook à procura de liberdade? À procura de produtividade? Talvez não.

Mas se o seu anúncio me promete um sistema certeiro para escrever 3 artigos blog em 3 horas, ou um guia passo-a-passo para criar uma empresa em part-time de sucesso, estou mais inclinado a clicar no seu anúncio se tiver apelado às minhas emoções com um resultado específico.

Deve escolher “amigos” dos seus fãs da página se:

Quer chegar a novas pessoas e convertê-los em fãs e subscritores e igualmente se já tem muitos fãs.

Segmentar para os amigos dos seus fãs pode fazer maravilhas na sua taxa de cliques.

Quando um amigo dum dos seus fãs vê o seu anúncio, o Facebook automaticamente mostra-lhe quais dos amigos gostaram da sua página. Isto é autêntica prova social, a mentalidade de rebanho, que decide muitas vezes como gastamos o nosso dinheiro, tanto em online como offline.

Para saber se isto irá funcionar para si, deixe o Facebook fazer o trabalho por si. Eis um dos meus públicos:

Público sem ligações Facebook

Note que não há “pessoas com ligação a” nas especificações do público. No entanto, este é o mesmo público com essas especificações incluídas:

Público com ligações Facebook

Aqui adicionei o filtro de segmentar apenas para amigos dos meus fãs. Isto resultou em 6000 pessoas, o que é muito pequeno para uma campanha de sucesso (normalmente).

Porque é que isto acontece? Porque não criei uma legião de fãs no Facebook. Não é a minha prioridade, prefiro fazer anúncios que levam as pessoas para se inscreverem na minha lista do que perder tempo a angariar fãs que o Facebook me obriga a pagar para alcançar.

A desvantagem é que, apesar disso, não posso usar o poder da prova social nos meus anúncios (ainda). Mas veja este público de um dos meus clientes.

Público de Isabella

Como ela já tem muitos fãs no Facebook, somos capazes de chegar a 50 000 pessoas mesmo após termos aplicado o filtro dos amigos dos fãs. Portanto se quer segmentar para amigos dos seus fãs, crie um anúncio para o seu público-alvo perfeito, e depois coloque o nome da sua página na secção de Ligações, assim:

Combinações avançadas página do João

Se vir que o seu público potencial fica abaixo das 10 000 pessoas quando coloca o nome da sua página em “Excluir pessoas ligadas a”, significa que esta opção não é para si (paciência). Quando tiver mais fãs na sua página, volte e experimente esta opção de segmentação de novo.

Isto é tudo o que precisa para saber como segmentar para os seus fãs versus os amigos dos seus fãs, assim como excluir os seus fãs.

Eis um sumário do que aprendeu neste artigo:

Deve: Se:
Segmentar os seus fãs Quer converter os seus fãs em subscritores antes de lançar o seu produto.
Segmentar os seus fãs Quer gerar vendas.
Excluir os seus fãs Quer aumentar o alcance do seu negócio para novos potenciais clientes, crescer a sua lista e seguidores sociais.
Segmentar para amigos dos fãs Quer alcançar novas pessoas, crescer a sua lista, e já tem bastantes fãs no Facebook.

Percebeu? Já experimentou fazer esta segmentação de fãs e amigos de fãs? Partilhe comigo nos comentários.

Seja social e partilheShare on FacebookShare on LinkedInTweet about this on Twitter

Deixe um comentário