12 Razões porque Empresas devem Bloggar

Blogging: 12 Razões porque as Empresas têm de o fazer

Algumas pessoas perguntam-me como comecei a crescer a minha consultoria rapidamente.

Porque eu não estava a dedicar o meu tempo a ter uma feed de Instagram bonitinha
Porque eu não estava a fazer networking como um leão
Porque eu não sou particularmente sortudo nem talentoso

Então como cresceste o teu negócio, João? Perguntam-me.

Poucas pessoas querem acreditar que, para lá do blogging e criação de conteúdos (vídeos, etc.), eu teria falhado redondamente logo após ter começado.

E eles não querem experimentar nem aplicar isso no seu próprio negócio.

Talvez porque não sabem como usar o blog deles.
Talvez porque não querem investir do tempo a criar conteúdos.

Mas o verdadeiro problema é não estar ciente de TODOS os benefícios que o blogging pode ter para um negócio.

Normalmente partilho alguns destes benefícios em sessões de consultoria, formação, quando falo em público, e networking, mas é a primeira vez que coloco todos os pontos relevantes duma vez.

E achei por bem partilhá-los consigo neste artigo.

1. O blogging traz as pessoas de volta para o seu site

Vamos supor que tem um estabelecimento físico na sua cidade.

As pessoas param à frente do seu estabelecimento de vez em quando, talvez para ver ou para entrarem e fazerem uma compra ou pedido.

Mas a menos que seja um posto de correios ou um café, prospetos e potenciais clientes não vão voltar à sua loja todos os dias.

O seu website é a fachada da sua loja.

É onde as pessoas vêem o seu portfolio, as suas ofertas, lhe perguntam sobre os seus serviços e compram os seus produtos. É onde tudo acontece.

Se o deixar estagnar e só atualizar o website de vez em quando, as pessoas não vão ter razão para voltar de forma frequente.

Blogging dá às pessoas uma razão para voltar à sua “fachada” de forma regular.

Quando lhes dá bom conteúdo, atualizado e que beneficia os prospetos e potenciais clientes, está-lhes a dar uma boa razão para visitarem o seu site semanalmente, ou mesmo diariamente.

E quanto mais visitarem o seu site, mais familiarizados estarão com o seu negócio e mais propensos estarão a comprar os seus produtos, serviços, ou cursos no futuro.

2. Blogging cria confiança com prospetos e atuais clientes

Antes que alguém compre os seus produtos ou contratem os seus serviços, eles têm de confiar em si.

Eles têm de confiar que você é a pessoa certa, que vale o investimento, e que sabe o que está a fazer.

Essa prova pode vir dum bom portfolio e de bons testemunhos de clientes.

Mas é quando partilha bons artigos sobre a sua atividade que é capaz de destacar a sua experiência e criar credibilidade com os potenciais clientes.

Especialmente se a sua audiência segue o seu conselho e vê sucesso a partir desse conteúdo.

Isto ajuda bastante aqueles que estão agora a começar no mundo dos negócios e talvez não tenham muita credibilidade no vosso mercado.

Quando comecei a minha agência e a minha consultoria à parte, tinha uma licenciaturazita e alguns anitos de experiência de design, do mundo das vendas, e do marketing de afiliados.

Mas até nem tinha muita experiência em criar marcas ou websites para pequenas empresas.

O meu portfolio (de design e marketing) ainda era muito genérico, tinha poucos testemunhos e poucos clientes, porque não tinha ideia de como chegar até eles (de forma frequente e consistente).

Então mudei o âmbito do meu blog.

Precisava criar credibilidade e confiança. Portanto em vez de colocar artigos pessoais e coisas que não interessam, comecei a partilhar dicas sobre design, branding e marketing, de forma a atrair potenciais clientes.

Em 3 meses, pedidos de potenciais clientes começaram a chegar.
Em 6 meses, a minha agenda estava praticamente cheia para o resto do ano.
Em 12 meses, a minha lista de clientes crescera para mais de 100.

Se quer que os clientes o tomem a sério, tem de ganhar a confiança deles.

Que melhor maneira de fazer isso do que partilhar a sua expertise no seu blog?

3. Blogging posiciona-o(a) como um expert

Quanto mais partilha a sua expertise, mais as pessoas começam a vê-lo como um expert no seu mercado.

Isto pode abrir muitas portas, tais como:

  • Pedidos para falar em público
  • Escrever livros
  • Coaching
  • Consultoria
  • Cursos online

Todos os meus pedidos para falar em público, tais como formações, vieram de conteúdo que eu publiquei pela internet (blog, LinkedIn, etc.).

Criei um minicurso grátis de anúncios Facebook, para principiantes, e outro, muito avançado, um curso online pago, após me perguntarem várias questões sobre marketing e Facebook.

Comecei também a fazer coaching 1:1 em marketing e Facebook para aqueles que querem acesso ao meu tempo pessoal. Para quem não tem recursos para isso, então tenho uma vasta quantidade de artigos aqui e aqui, além de vídeos.

Não sabe o tipo de oportunidades que lhe vão aparecer quando partilha conteúdo e mostra a sua expertise através do seu blog.

4. Blogging melhora o SEO do seu site

O propósito do Google é mostrar-lhe os resultados mais relevantes da pesquisa que fez.

O Google decide que links vão aparecer na primeira página com base em vários fatores, tais como:

  • Palavras-chave (keywords)
  • Número de páginas no website
  • Quantas vezes o website foi “linkado”
  • Quão frequentemente o website é atualizado

… entre outros (isto é uma lista simplista).

Search Engine Optimization (SEO), ou em Português, Otimização para os Motores de Busca, é um termo que se refere a melhorar o posicionamento do seu site (de páginas do seu site) em motores de busca, como o Google.

É um tema que pode ser bastante complicado.

As pessoas vão a grandes esforços para tentar posicionar o seu site no Google ao criar uma “carrada” de palavras-chave, instalar plugin, focar-se em alt tags, pedir às pessoas para linkar para os seus posts, etc.

Até é engraçado… porque se dedicassem tanto tempo para o blogging como dedicam a tentar encontrar “truques” para o SEO, iriam estar melhor posicionados nos motores de busca.

Blogging é a forma mais natural de melhorar o SEO do seu website.

Quando partilha frequentemente bom conteúdo, atualizado, de valor, está a incluir de forma natural palavras-chave, mais páginas no seu site, mais links, e o seu website estará sendo atualizado regularmente.

Não é isto que o Google quer? É sim senhora. É dar bons resultados de pesquisa às pessoas que procuram por alguma coisa, e querem-lhes apresentar bom conteúdo.

5. Blogging ajuda a vender sem ser vendedor

Não gosto de vendas forçadas nem de empresas e pessoas muito promocionais.

Não há faturação sem vendas, você tem de vender os seus produtos ou serviços.

Mas não tem de o fazer a tentar empurrar vendas pela goela abaixo dos potenciais clientes, como a maioria faz.

É aqui que o conteúdo (artigos, vídeos) que crio têm sido bastante úteis para mim.

Blogging permite-lhe mostrar os seus produtos ou serviços de forma natural e estratégica sem parecer vendedor ou manipulativo.

Por exemplo, em preparação para o meu curso online chamado Domínio Completo – Anúncios Facebook, preparei um minicurso grátis de anúncios, um conjunto de 5 lições enviadas por email, uma lição por dia.

Mostrei à minha audiência várias maneiras de como criar bons anúncios e rapidamente, mostrando a necessidade que eles têm de incorporar isto no seu marketing, e no final do minicurso mostrei-lhes o próximo passo, o curso online pago.

Os seus artigos e conteúdo não vão parecer muito promocional se ajudarem a sua audiência – é essa a beleza do blogging.

Pode mostrar usos do seu produto, adições ao portfolio, testemunhos, etc., sem parecer abusivo ou manipulador.

6. Blogging leva a um aumento nas partilhas de redes sociais

Empresas que bloggam recebem 97% mais links para o seu website (fonte).

Esta estatística não é surpresa nenhuma, porque o blogging dá às pessoas conteúdo que elas possam partilhar nas suas redes sociais favoritas.

As pessoas não vão normalmente partilhar a sua página “Sobre” ou a homepage com os amigos deles no Facebook, mas irão partilhar um artigo do blog em “7 formas de queimar calorias facilmente” (ou qualquer outro conteúdo que seja útil ou relevante para eles).

Leitores do blog podem partilhar artigos, não apenas para partilhar o conteúdo com outros, mas também como forma de guardar esses posts e voltarem a eles mais tarde.

Se estás a tentar aumentar o seu alcance e crescer uma audiência de pessoas que irão comprar os seus produtos e serviços, o blogging é uma forma de colocar o seu site à frente das pessoas nas redes sociais.

7. Blogging dá-lhe feedback e ideias para novas ofertas

Não era bom se a sua audiência lhe dissesse o que queriam comprar do seu negócio, em vez de andar a tentar adivinhar (ou pior, pensar que sabe o que querem os seus potenciais clientes)?

Blogging mostra-lhe que temas as pessoas gostam mais no seu blog através da analítica e interação no seu site (como tempo na página, comentários e partilhas).

Suponha que você quer lançar um curso online.

Em vez de se lançar de cabeça a pensar que sabe o que as pessoas querem, pode dar uma olhada na analítica do seu blog e ver que artigos têm mais visualizações e partilhas.

Se cria conteúdo (artigos, vídeos) frequentemente, os seus leitores poderão também dizer-lhe que coisas eles querem aprender ou saber mais.

Foi assim que nasceu o meu curso completo dos anúncios Facebook, os meus leitores faziam perguntas sobre como fazer isto e como fazer aquilo, e pediam-me tutoriais mais aprofundados.

Se não fosse pelo blogging, eu não teria percebido a oportunidade de lançar um curso que me está a satisfazer em várias vertentes.

8. Blogging é bom para responder a FAQs

As pessoas continuam a colocar-lhe as mesmas questões, vez após vez, sobre a sua empresa, seu mercado, produtos ou serviços?

Escreva um artigo para lhes responder.

Não só está a poupar tempo para o futuro e a dar uma resposta aprofundada para pedidos que tenha, mas será também, provavelmente, um dos seus melhores artigos (porque se essa pergunta é colocada muita vez, há bastantes pessoas a colocá-la).

Pode colocar um link num email como resposta a pedidos ou questões que as pessoas possam fazer por email para si, ou pode ter um link para o artigo na sua página de FAQ ou na sua página de contactos.

Faça o que fizer mais sentido e for mais relevante para o seu tipo de negocio.

9. Blogging gera lealdade

Quando partilha frequentemente a sua expertise e a sua perspetiva sobre as coisas, a sua audiência está mais inclinada para se sentir familiarizada consigo.

E ao longo do tempo, estará a criar laços com os leitores, e a trazer mais pessoas para a sua marca, e a ser mais conhecida.

As pessoas sentem que o(a) conhecem após lerem os seus conteúdos frequentemente

Pense nos artigos ou blogs que lê mais. Provavelmente conhece o nome da empresa ou do blogger, a história, experiência dele, e talvez até alguns detalhes pessoais.

Embora provavelmente nunca conheceu a pessoa ao vivo, e aquela pessoa não sabe quem você é, parece que você sente que a conhece.

Este tipo de relação entre você e os seus leitores tem o potencial de gerar lealdade, e lealdade tem o potencial de gerar vendas e contratação de serviços.

10. O seu blog é seu, ninguém lho tira

As redes sociais são uma boa maneira de promover o seu negócio e criar uma audiência.

Mas e se o Instagram, Facebook, LinkedIn, desaparecessem de hoje para amanhã, como e onde é que a sua audiência iria encontrá-lo(a)?

Pois é.

Será que eles conhecem de todo o endereço do seu website? Iriam lembrar-se do seu negócio o suficiente para ir à procura dele?

Quando depende apenas das redes sociais para promover o seu negócio, está à mercê dessas plataformas.

Mas o seu blog é seu; ninguém o pode tirar das mãos.

Você é dono do seu site, tem controlo completo sobre o seu conteúdo. E quando coloca artigos frequentemente, e as pessoas gostam do seu conteúdo, irão querer fazer bookmark ao site e voltar quando quiserem.

11. Blogging ajuda a ganhar mais seguidores

Está a tentar ter mais seguidores no Instagram? Ou a crescer a sua lista de emails? Ou a querer ter mais inscritos no seu webinar?

Concentre-se em ter mais seguidores no seu blog primeiro.

Ao levar tráfego para o seu site, as pessoas podem aceder às redes sociais onde você está, subscrever a sua lista, e inscrever-se para os seus webinars ou eventos.

Tudo duma vez. Num único sítio.

Isto é bom se estiver a dar conteúdo útil e relevante para a sua audiência.

Se as pessoas gostam do conteúdo do seu blog, irão com bom gosto querer segui-lo(a) em outras plataformas (redes sociais, email, eventos).

12. Blogging é conteúdo que pode reaproveitar

Blogging leva algum tempo e esforço ao princípio, mas o conteúdo que cria pode ser reutilizado várias vezes ao longo da vida do seu negócio.

Várias vezes, em artigos, vídeos, formações online ou presenciais, eu refiro a certos artigos ou conteúdo que criei que possa ser relevante para algum tema que esteja a apresentar ou alguma pergunta que me colocaram.

Esse conteúdo pode ser também aproveitado em outros meios. Por exemplo, um artigo pode ser transformado num vídeo; um vídeo pode ser transformado num artigo. Alguns artigos podem ser expandidos e colocados num ebook, para oferta ou para vender.

Você fica com a ideia.

Se quer poupar tempo com newsletters, cursos, e apresentações de futuro, ou qualquer conteúdo que crie, o blogging é uma boa forma de ter conteúdo que pode usar em vários meios e sítios.

Seja social e partilheShare on FacebookShare on LinkedInTweet about this on Twitter

Deixe um comentário