Quanto devo gastar nos anúncios Facebook?

(vou-lhe mostrar a minha fórmula neste artigo)

Isto é uma pergunta que ninguém tem uma resposta concreta, se bem que a maioria das pessoas iria responder “o mínimo possível”.

Claro, todos querem gastar o mínimo possível e ter o máximo possível retorno nos anúncios.

Quanto devo gastar em anuncios Facebook

Toda a gente quer saber: quanto devo gastar em anúncios Facebook?

Até agora a minha resposta tinha sido “depende”, depende duma série de fatores. E do outro lado eu notava que os meus clientes ficam impacientes porque imaginavam que tinham de fazer cálculos para determinar o seu orçamento.

Mas agora você vai perceber exatamente quanto gastar nos seus anúncios de Facebook – com a minha fórmula.

O investimento que deve fazer em anúncios ainda depende duma série de fatores, tais como quanta faturação cada cliente lhe traz e quão bom é você a converter as suas leads em clientes.

Mas tenho tudo facilitado para si.

Criei uma Worksheet (template) numa folha de cálculo do Google. Só tem de colocar os seus números e vê quanto deve gastar em anúncios.


Vídeo de instrução

Aqui estão instruções em texto se não quiser ver o vídeo:

  • Faça uma cópia do documento em Ficheiro > Faça uma cópia
  • Na célula A10, coloque o preço do seu produto/serviço
  • Na célula B10, coloque a taxa de conversão (percentagem de subscritores que tornam clientes). Uma taxa de 2% de conversão deve ser escrito como 0.02, 0.5% como 0.005, etc.
  • Na célula C10 coloque quanto quer gastar potencialmente
  • Na célula D10 coloque o seu custo por lead (ex. €2 custo por lead)

Após seguir esses passos vai ver quantas novas leads vai gerar (aparece na célula E10), quanto faturação essas leads lhe trouxeram (célula F10), e qual o resultado do seu retorno-ao-investimento (G10).

Importante mencionar

Você está a fazer suposições da sua taxa de conversão e do seu custo por lead gerados com os anúncios Facebook. Se as suas suposições não forem fiéis, então a sua faturação e ROI vão ser diferentes daqueles na folha de cálculo.

Se não percebe bem o que quero dizer, veja o vídeo acima. Não recomendo usar a Worksheet sem ver o vídeo, mas alguns de vocês irão fazê-lo de qualquer forma – fica aqui o aviso.

Quanto devo gastar em anúncios Facebook? Esta fórmula diz tudo: Click To Tweet

Se tiver algum problema escreva nos comentários que eu ajudo.

Facebook: link posts e shares com imagens maiores

A partir de 10 de Setembro de 2013, de cada vez que criares um anúncio de publicação promovida ou partilhares um link, a imagem vai ser maior.

As publicações com links patrocinadas através de anúncios ou partilhas de links têm este aspeto:

exemplo-partilha-link

A imagem segue um formato quadrangular de 154 x 154 px e um limite de 500 caracteres, e há algumas vantagens no que toca a personalizar os conteúdos da publicação, como mostra em baixo.

publicacao-link

  1. Descrição para colocar um link e texto
  2. Uma imagem
  3. Título do link
  4. Uma URL de fachada
  5. Outra descrição do link

Isto é o tipo de publicação que se consegue fazer ao criar um Unpublished Page Post.

Há várias opções que se podem selecionar, o que é bom para os anunciantes. Ainda assim, as publicações que envolvam imagens (e não links, como acima), funcionam melhor, ou seja, as publicações com fotos chamam mais à atenção. Eis um exemplo duma publicação do mesmo estilo da de cima, mas em vez de ser com link (link post) é com uma imagem (photo post).

exemplo-partilha-link

Talvez o Facebook se tenha apercebido deste facto e tenha decidido aumentar a imagem do anúncio das publicações com links (link posts) e permitir um link clicável para uma URL externa (ex.: teu website) para aproximar os links posts dum photo post.

Eis o que as novas publicações de links irão parecer na tua feed de notícias.

link-posts-setembro-2013-facebook

Nota como tem toda a personalização da imagem (a imagem das setas acima) e tem um maior tamanho de imagem como um photo post.

Eis as especificações deste novo formato:

  • Texto até 500 caracteres
  • Título do link, domínio e descrição
  • Título do texto (uma ou duas linhas)
  • Link do domínio (uma linha)
  • Descrição (duas ou três linhas)
  • Rácio da imagem: 1.91:1
  • Tamanho da imagem do anúncio: 400x209px (se a imagem for mais pequena do que 400×209, será apresentada como 154×154 ou 90×90)

Vantagens para anunciantes

Começámos com as publicações promovidas, que nos permitiam colocar as publicações das páginas à frente dum maior número de utilizadores.

Depois apareceu a funcionalidade das publicações de página não publicadas (publicações via anúncios mas que não são publicadas na cronologia da página Facebook), que permitia fazer testes multivariáveis com imagens, criativos e o público-alvo de forma a construir boas campanhas para os melhores resultados.

Estas funcionalidades de anúncios vieram ajudar os anunciantes, pois enquanto que um bom CTR (taxa de clique) do lado direito para os anúncios normais era de .050%, agora, anúncios na forma de publicações na feed de notícias conseguiam fazer com que um bom CTR fosse de 2%.

No entanto, isto tem uma desvantagem. Se estiveres a fazer photo posts ou unpublished photo posts, não vais ter tantas opções de personalização como tens com um linked page post. Com um unpublished photo post só podes ter uma caixa de descrição onde podes colocar o texto, do género:

Pede ajuda dum consultor
—–> serviços de consultoria link-curto.com/kdgfj48

Como criar estas novas publicações

Vai ao Power Editor do Facebook. Se não souberes o que é ou não estiveres a usar o Power Editor, segue este link.

Cica em “Gerir Páginas” no canto superior esquerdo do menu em cascata.

gerir paginas power editor facebook

Depis clica em “Criar publicação (ao lado direito de “Gerir Páginas”). Vai-te ser apresentado a opção de criar um link post, que podes fazer a partir deste ecrã. Preencher os campos (URL, texto da publicação, link do título, etc), clicar no butão “Criar publicação” e e voilá.

criar publicação de post no facebook

Conclusão

As publicações de página promovidas e partilhas de links estão para receber imagens maiores na feed de notícias, o que são boas notícias. Elas estão a ser aumentadas de 154x154px para 400x209px. Esta mudança é efetiva para todos os anúncios e partilhas de links após 10 de Setembro de 2013.

O que achas destas mudanças?

Vê as mudanças no documento oficial em https://www.facebook-studio.com/fbassets/resource/82/UpdatedAdsandSponsoredStoriesGuideasofSept102013.pdf

Embedded Posts no Facebook

O Facebook tem várias opções de integração com sites por toda a internet. Existem botões de partilha e de Like que agem como widgets nos websites e blogs que os usam. Para juntar a isto, o Facebook permitiu recentemente a funcionalidade de permitir a embução de posts públicos em websites e blogs.

As mensagens embutidas (embedded posts) são uma publicação que se pode colocar num website, por exemplo num artigo. Isto permite a qualquer pessoa colocar widgets interativos numa página que contenha imagens, links texto e hashtags clicáveis. Também será possível “Gostar” do post ou seguir a fonte da conta a partir do conteúdo embebido.

Esta funcionalidade não é nova nas redes sociais. De facto, o Twitter já permite a embução de tweets em artigos há algum tempo. Eis um exemplo dum tweet que escrevi no qual faço a embução dele neste artigo:

Eis como parece um embedded post do Facebook. Isto é uma imagem, não uma embução.

mensagem embutida
Isto é uma imagem, não a embução

Esta funcionalidade está a ser implementada aos poucos, em que apenas alguns websites selecionados têm a capacidade de fazer uso desta funcionalidade a título oficial, como é o caso da CNN, Mashable, People, Huffington Post e The Bleacher Report. O Facebook afirma que as mudanças vão ser propagadas para o público geral em breve. No entanto, se és webmaster ou dono dum website ou blog e queres fazer a embução dum post do Facebook agora, podes fazê-lo através do seguinte método.

Como embutir qualquer post Facebook no teu Website/Blog

1. Copia este código para embutir qualquer post facebook na página em que queres embutir o post.

<div id="fb-root"></div>

<script>

(function(d, s, id) {

var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0];

if (d.getElementById(id))

return;

js = d.createElement(s);

js.id = id;

js.src = "//connect.facebook.net/en_US/all.js#xfbml=1";

fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);

}(document, 'script', 'facebook-jssdk'));

</script>

<fb:post href="URL_DO_POST_AQUI"></fb:post>

 

2. Vai ao Facebook e encontra uma publicação (foto, texto) que queres partilhar.

embução de post

3. Encontra o “carimbo da data” (time stamp) da publicação que queres embutir. No caso da publicação da imagem em cima, é a data assinalada a vermelho. Clica com o botão direito por cima dessa data e seleciona “Copy Link Address”.

4. No código que copiaste em cima, substitui URL_DO_POST_AQUI com a URL da publicação do Facebook que copiaste no passo 3.

5. O post embutido deverá-se parecer com o que eu tenho em baixo. Nota que isto é a embução a sério 🙂 Faz Like diretamente no post embutido.


A funcionalidade no site oficial do Facebook: https://developers.facebook.com/docs/plugins/embedded-posts/

Como Tornar Atividade no Facebook em Artigos num Blog

As pessoas podem perguntar “eu já tenho um Facebook, porque é que preciso de um blog próprio?”. Recomendo a leitura de porque é que um website é mais importante que um facebook, onde mostra como é que um website e as redes sociais não são mútuamente exclusivos e podem trabalhar em sinergia – mas que um website será sempre teu.

Um website, se ele for mesmo teu, é uma propriedade tua. Não estou a falar dos blogs gratuitos que qualquer um pode ter em blogspot.pt, wordpress.com ou blogs.sapo.pt. Isso são blogs gratuitos que qualquer um pode ter.

Um website próprio é teu e ninguém te o pode tirar. É o teu nome que está na porta e tu decides o que é mostrado, e és dono ou dona do teu conteúdo. Não podes dizer o mesmo das redes sociais.

As boas notícias são que se a tua página do Facebook é ativa, blogging vai ser mais fácil para ti. Eis 5 maneiras em como transformar a atividade do Facebook em artigos no blog.

1. Tranforma FAQs em artigos “Como fazer…”

Tens questões na tua página do Facebook em como usar os teus produtos ou serviços? Ou como as pessoas podem resolver determinados problemas ou questões nos negócios ou na vida? Podes responder no Facebook e crescer a resposta num artigo. Vai para além daquilo que as pessoas estão a perguntar ou a pedir noutras páginas na tua indústria, ou em indústrias vizinhas.

2. Transforma elogios em estudos de caso

Quer seja uma recomendação formal ou um simples comentário no teu Facebook, quando as pessoas partilham e têm um bom feedback podes contactá-las e pedir-lhes uma entrevista. Sabe mais acerca da experiência que elas tiveram e o problema que tu ou o teu negócio ajudaram a resolver. Estudos de caso podem vir a ser bons artigos no blog e também podem ser destacados numa secção separado no teu website.

3. Olha para dentro

Pergunta às pessoas que visitaram a tua página que assuntos ou tópicos elas gostavam de ler no teu blog. Podes partilhar algumas ideias ou fazer uma votação. Nota também se tiveres muitos Likes, e se eles aparecem depressa, quando colocas links de volta para o teu blog, porque isso quer dizer que serão assuntos populares dos quais deverias continuar a escrever.

4. Transforma o improviso numa olhada aos bastidores

Um blog empresarial tem de ser mais do que apenas um diário. Se tu ou quem trabalhar para ti colocam fotos no Facebook sobre viagens e afins, agarra nelas e coloca-as no blog. Até podes criar uma categoria específica como “Facebook Coisas”, “Nos bastidores”, “Aquilo que estamos a tramar”, ou qualquer título assim do género para as pessoas saberem que esta é uma categoria diferente dos teus outros artigos informacionais.

5. Transforma as tuas partilhas em entretenimento

Dá uma olhada nas fotos, vídeos e links que encontraste no Facebook ou noutra rede social na última semana ou mês. Escolhe alguns dos favoritos e coloca os links para o teu blog, juntamente com uma pequena descrição sobre o porquê de gostares deles. Põe-os igualmente numa categoria diferente, do género “Coisas que Gostamos”, “Apanhado de Coisas Giras”, etc.