Usar Linkedin Mentions para arranjar trabalho

UPDATE: As Linkedin Mentions estão desde o dia 2 de Maio de 2013 em vigor para o Linkedin da língua Portuguesa. Toca a aproveitar.

O que são “menções”?

Os utilizadores das redes sociais sabem que mencionar outros utilizadores é uma das formas mais eficientes de nos colocarmos no ângulo de visão deles, duma forma positiva, gentil e sem pressões. É algo que é bastante usado no Twitter, por exemplo, onde por vezes mencionar determinados utilizadores poderá levá-los a seguirem-se ou conhecerem digitalmente ou até mesmo no mundo real. O mesmo se passa com o Google+.

LINKEDIN MENTIONS

Caso isto seja uma coisa a que não estejas habituado, não faz mal. O Twitter, regra geral, tem pouca aderência em Portugal e é perfeitamente normal se não o usares desta forma. Basicamente, as chamadas “menções” é trazer os outros utilizadores para a conversa, ou dar-lhes crédito ao mencioná-los num post. No Twitter isto passaria por escrever o nick @twitter do utilizador no teu tweet. No Google + isto seria incluir o +username da pessoa no teu update. Em ambas estas redes sociais o utilizador é mencionado e recebe uma notificação do teu update e é incentivado a iniciar o diálogo contigo. Não é uma garantia de que haja diálogo, no entanto, é uma boa forma de iniciar uma conversação e de abrir portas.

COMO TIRAR PARTIDO DISTO

E é por isso mesmo que o lançamento das Linkedin Mentions é um recurso que pode vir a ter muito potencial. Para entidades patronais e Recursos Humanos ou recrutadores, as Linkedin Mentions dão a possibilidade a estes de se poderem envolver com os candidatos duma maneira mais pessoal. Para os candidatos, as menções do Linkedin podem abrir novas portas para eles próprios se poderem envolver com entidades patronais mais eficientemente.

Anexo em baixo um slideshow com uma apresentação de como as menções do Linkedin vão funcionar. Este recurso do Linkedin já está disponível para os utilizadores da língua Inglesa e irá em breve, esperemos nós, estar disponível também para outras línguas, nomeadamente, a nossa bela Portuguesa. Ainda não posso fazer uma análise concreta sobre esta caraterística do Linkedin porque ainda não a experimentei, mas por agora parece ter bom potencial. Espero no entanto que não leve muito tempo a podermos ter a capacidade de integrar videos e páginas web num perfil para que eu possa fazer isso na minha própria conta.

Seja social e partilheShare on FacebookShare on LinkedInTweet about this on Twitter

Deixe um comentário