O tempo é tudo o que tens

Tempo é tudo o que tens

Um dia tem 24 horas.

Quantas horas tem o teu dia?

A questão não é teres mais tempo, é fazeres as coisas certas no tempo que tens. Como defines as tuas prioridades decide o tempo que tens. Se ficas sobrecarregado com trabalho e sem um resultado (faturação), então tens de re-avaliar as tuas prioridades e o objetivo do teu trabalho, para que consigas gerar os resultados que desejas.

A questão não é teres mais tempo, é fazeres as coisas certas no tempo que tens.

1. Diz não

Começa por dizer “Não” mais vezes. Não só dizer “não” às pessoas, mas a coisas. Aconselho o livro The One Thing, que te ajuda a focar naquilo que interessa e o que queres para a tua vida.

The One Thing

2.”Ajeitar papéis”

Uma coisa que dizemos a nós próprios é que estamos ocupados com trabalho de cliente, a fazer coisas relacionadas com o negócio, como trabalho administrativo (papelada), que nos deixa sem tempo para nos focarmos no marketing e em mais lucros.

Ver também: Trabalhos no marketing ou ajeitas papéis?

Estou cá para te dizer que isso é uma mentira. É uma mentira que dizes a ti próprio(a).

Se estás mesmo ocupado com trabalho de clientes e não estás a ganhar o suficiente para contratares alguém para te ajudar, então a questão não é o tempo; és tu que não te cobras o suficiente, não te valorizas o que mereces.

Se “trabalho administrativo” de ajeitar papelada leva muito do tempo, arranja alguém para delegares esse trabalho repetitivo. Pode ser uma pessoa no teu escritório ou um assistente virtual. A vantagem deste é que não tens de pagar benefícios (IRS, Seg. Social).

Se não tens dinheiro para contratar ninguém e estás ocupado(a) com “trabalho administrativo”, então voltamos à questão do não te estares a cobrar o suficiente.

3. “Ah, não tenho tempo”

Quando alguém me diz “não tenho tempo para o blog” ou criar conteúdos, aquilo que eu ouço é “não tenho tempo para fazer o que é necessário para pagar as minhas contas”. Não podes estar à espera de fazer o que estás a fazer agora e esperar resultados diferentes.

É essa a definição de loucura de acordo com o Einstein: fazer sempre as mesmas coisas e esperar resultados diferentes.

Para mim um louco é quem faz sempre as mesmas coisas e espera resultados diferentes.
– Einstein

“Não tenho tempo” é uma desculpa para te sentires bem em não fazeres o trabalho que é necessário. Ver este artigo sobre procrastinação e volta para ler o resto.

Quando decides fazer o que é difícil e encarar o teu desconforto, é nessa altura que começas a fazer o trabalho necessário para chegares ao teus objetivos.

4. Que queres da vida?

Se ainda não alcançaste os teus objetivos na vida, tens de estar disposto(a) a fazer sacrifícios, de forma a estares em controlo da tua vida.

Deve haver um equilíbrio entre a vida pessoal e profissional. Não te estou a sugerir trabalhar que nem um escravo(a), deves ter uma vida própria para além do teu trabalho, mas certifica-te que tens as prioridades alinhadas com os teus objetivos.

Se tens problemas em arranjar clientes, talvez aquela hora a mais a ver o último episódio do Game of Thrones não é a maneira ideal de passares o teu tempo.

Em vez disso, faz um pequeno sacrifício, e escreve conteúdos. Eu raramente vejo televisão, só quando tem de ser, e deixo as minhas séries de TV ou filmes para alturas que fazem parte do meu tempo de lazer.

A qualidade da tua vida pessoal depende das escolhas que fazes enquanto empreendedor(a). Se não tens patrão, ninguém te vai obrigar a fazer as mínimas 40 horas semanais se não tu.

Toda a gente tem 24 horas. As escolhas e prioridades que fazes ditam os resultados que recebes.

“Eu não tenho tempo” é uma desculpa. Em vez disso, diz, “o que é que preciso fazer para chegar onde quero chegar”? Foca-te o que interessa. Lê o livro que te sugiro, The One Thing.

O marketing não tem de ser difícil, só tens de saber como atrair o cliente ideal. Para teres uma visão clara sobre o que precisas fazer, agenda uma sessão comigo.

Seja social e partilheShare on FacebookShare on LinkedInTweet about this on Twitter

Deixe um comentário