Os Toastmasters valem a pena?

Os melhores €50 que podes investir

Quando atendi como convidado a minha primeira sessão Toastmasters, fiquei logo com a sensação de que isto era para mim, e quis repetir.

Então, na sessão seguinte, voltei a aparecer e desta vez tornei-me membro. Quando a sessão acabou, fui para casa a pensar: “foram os melhores €50 que já gastei”.

Estar nos Toastmasters não só me permite melhorar a minha competência a falar em público, mas também estar rodeado de outras pessoas que têm o mesmo objetivo de uma melhor comunicação.

O que é o Toastmasters?

Toastmasters é uma organização sem objectivos lucrativos dedicada à melhoria das competências de comunicação, discurso público e liderança, através de clubes disseminados a nível mundial. – Wikipedia

O website Português está em http://www.toastmasters.org.pt/.

Não existe um “mestre”, sensei ou professor. Os membros juntam-se, dão discursos e recebem feedback construtivo.

Aprende a fazer, de forma estruturada

Uma das primeiras coisas que reparei no Toastmasters é quão organizado e envolvente são as sessões. São devidamente estruturadas, com membros que preenchem funções específicas.

Se queres saber um modelo provado daquilo que é uma reunião bem conduzida, atende a uma sessão Toastmasters (podes pedir para ir como convidado, para teres uma ideia se os Toastmasters são para ti, antes de te tornares membro).

Cada sessão tem discursos preparados por alguns dos membros. Cada orador prepara o discurso dele(a) de acordo com os objetivos do projeto, como descrito no manual (manual que todos os membros recebem).

O primeiro manual consiste numa série de 10 projetos (discursos) que se focam nos alicerces da comunicação, como gestos, contacto visual, organização e entrega. Além destes existem 15 manuais avançados, portanto há muito para aprender.

Cada orador tem um avaliador que lhe é designado para aquela sessão, que apresenta uma avaliação breve com base no discurso do orador e dá feedback de acordo com o manual. Normalmente aprendo bastante com o feedback que me dão, pois é a perspetiva duma pessoa diferente.

Sugestões de melhoria são bem vindas

Podes-te sentir tentado(a) a copiar outras pessoas de sucesso, mas na minha opinião, não há nada como encontrares a tua “voz”, o teu estilo, e fazê-lo de forma a conseguires criar uma conexão pessoal com o tópico que estás a apresentar.

Além dos discursos preparados e avaliações, existem outras funções, como o Timer, que garante que os oradores se cingem a um tempo específico, o Grammarian, que aponta erros de pronúncia e gramática, e o Ah-counter, que conta os “uhms”, “aaa’s” e outras expressões de palha.

Existe ainda o Toastmaster, que apresenta e conduz a sessão e o Avaliador Geral, que avalia a sessão por inteiro, apontando coisas que correram bem e outras que podem melhorar (ex.: sessão ter começado 10 minutos atrasada).

Discursos de improviso são divertidos

Uma das secções duma sessão Toastmasters está dedicada aos Table Topics. Esta é uma parte que eu gosto bastante, mesmo que muitas vezes não vá discursar.

O Table Topics Master é a pessoa que vem ao palco com perguntas ou temas preparados e pede voluntários da audiência para se levantarem e virem dar um discurso de improviso. Isto pode ser bastante divertido e educacional, e para alguns pode ser um momento de desconforto, mas “pensar em bicos dos pés” é uma competência importante de termos para organizarmos as nossas ideias e raciocínio de forma a apresentar uma resposta concisa.

Conclusão

A melhor parte sobre o Toastmasters é que funcionam. Eu próprio estive ansioso das primeiras vezes que fui falar, e isto é normal. Estarmos nervosos é sinal de que nos importamos connosco e com a audiência. Com o tempo o nervosismo passa, para dar lugar a uma maior consciencialização da nossa evolução enquanto oradores.

Há casos de pessoas introvertidas que desenvolvem competências de tal forma que acabam por ganhar concursos, a nível nacional e internacional. Vários oradores que começam de forma simples, tornam-se em grandes oradores e bons avaliadores.

Mas os Toastmasters não é apenas para falar em público, quem participa desenvolve a sua auto-confiança, auto-estima e capacidades de comunicação e liderança, o que é essencial em vários panoramas da nossa vida pessoal e profissional.

SOBRE MIM

Juntei-me ao Toastmasters em 2012 e não mais olhei para trás. Faço parte do Leiria Toastmasters Club, mas existem vários clubes por todo o país. Se queres saber se o Toastmasters é para ti contacta-me a partir do meu website, perfil no Toastmasters ou contacta um clube perto de ti.

Seja social e partilheShare on FacebookShare on LinkedInTweet about this on Twitter

Deixe um comentário