8 Dicas Rápidas para uma Landing Page de Sucesso

8 Dicas Rápidas para uma Landing Page de Sucesso

Utilizador pagina web

Atualizado: Dezembro 2019


As tuas landing pages são uma das componentes mais importantes do teu site. Isto porque são elas que geram conversões. Não saber conceber ou criá-las vai-te fazer perder tempo e dinheiro. O teu objetivo é otimizá-las como pilar das tuas vendas e estratégias de marketing.

Neste artigo vais saber…

  • Porque as landing pages são a componente mais importante do site
  • Perceber o propósito duma landing page para converter visitantes > leads
  • Otimizar landing pages para evitar que as pessoas saiam ou fiquem confusas

O propósito duma landing page é converter os visitantes do teu site em leads, e eventualmente vendas. Por isso, o design e conteúdo de cada landing page deve ser considerada com cuidado.

Infelizmente, não é tão fácil quanto parece. Existe uma certa arte e ciência para otimizar as tuas landing pages e reduzir o bounce rate, ou em Português, a “taxa de ressalto”.

O que é o Bounce Rate?

O termo “bounce rate” (taxa de ressalto) é a percentagem de visitantes do website que saem antes de ver uma segunda página.

 class=
Bounce rate é a percentagem de visitantes que abandonam o site sem ver uma segunda página.

Quanto maior esta taxa, mais são os visitantes que clicam para saírem do teu site. Podes encontrar o teu bounce rate no teu serviço de analítica.

Vamos agora ver exemplos de landing pages e dicas para que tenhas inspiração e conhecimento de como criares uma “página de aterragem” de sucesso.

1. Cumpre a expectativa do utilizador

Quando os visitantes aterram no teu site vindo dum anúncio Google ou Facebook, deves garantir que a tua landing page cumpre o prometido na copy do anúncio.

Ter uma dissonância da mensagem entre anúncio e página de destino resulta em mais visitantes a saírem do site.

O anúncio promete alguma coisa. A landing page deve cumprir.

O anúncio deve estar em sintonia com a landing page. Se prometes alhos no anúncio, não lhes dês cebolas na landing page.

Anuncio FB mini-curso
Uma oferta que incentiva as pessoas a entrarem dentro do seu funil.

No exemplo acima, quando clicam no anúncio, o visitante é levado para uma landing page relacionada com o anúncio.

Mini curso grátis 5 dias lead magnet

É esta a página onde o visitante aterra após clicar no anúncio (ver landing page aqui).

O anúncio e a landing page são semelhantes a nível de cores, tipografia e mensagem comunicada, que neste caso é a promessa dum minicurso sobre anúncios Facebook, que foi mostrada no anúncio Facebook anterior.

Isto parece senso comum, e faz todo o sentido, mas ainda muitas pessoas não têm isto bem implementado.

2. A tua Proposta de Valor deve ser clara

Esquece a linguagem corporativa e robótica do género “somos os maiores porque prestamos atenção à qualidade”. Yawn *bocejo*.

Ninguém quer saber da tua empresa nem do teu website para nada. O que eles querem saber é se os podes ajudar com o problema que têm.

Repara nesta landing page (que é a minha homepage).

Homepage de JoaoAlexandre.com
O benefício para o visitante deve ser claro: isto é uma boa proposta de valor

Esta é uma boa proposta de valor, porque alicia a pessoa a querer saber mais. Não estou a falar sobre mim nem como sou o “maior”.

O benefício para o visitante é claro, saber usar o marketing digital para melhorar a situação da empresa.

O título “Use o digital para crescer o seu negócio” é a primeira coisa que chama à atenção”.

Depois, irão ver a minha foto, porque estamos habituados a ler (e ver) da esquerda para a direita.

A partir daí, os olhos voltam para a esquerda para ler o subtítulo de “mais leads, mais vendas, mais liberdade”.

Este texto cativou a atenção do visitante, que provavelmente irá clicar num dos dois call-to-action (botões), para ir para uma landing page onde tenho uma oferta, ou para ler o blog.

Por isso, deves ter uma proposta de valor (Unique Selling Proposition) que vá rapidamente ao encontro daquilo que o visitante está à procura.

E agora, vamos ver o que seria uma má landing page.

Homepage alternativa de João Alexandre
Não é claro o benefício para o visitante porque só estou a falar sobre mim

Esta landing page só fala sobre mim: “sou um especialista em marketing digital”.

Ninguém quer saber de ti para nada, querem é saber como os podes ajudar a resolver um problema que tenham.

O subtítulo também continua esta mensagem narcisista. O que é que interessa que eu tenha certificados, dê palestras ou faça consultoria?

Nada disso vai ao encontro daquilo que o visitante possa querer, não há um benefício claro para ele.

3. Um apelo à ação claro e sucinto

Um call to action é normalmente um botão numa página, do género “faz download” ou “subscrever newsletter”. Mas também pode ser palavras no corpo de texto do anúncio ou landing page.

Video Tutorial Bot 15 minutos
A call to action é o botão azul “Sim, quero o tutorial”

Deves dizer aos visitantes o que queres que eles façam.

Muitas landing pages cometem o erro de não ter uma Call-to-Action (apelo à ação) na comunicação da página.

Se os visitantes não percebem bem a tua oferta ou que é suposto fazerem, irão abandonar o teu site.

tempo de atenção das pessoas e peixe de aquario
Já na longínqua data de 2015, o tempo de atenção era menor que de um peixe.

O tempo de atenção duma pessoa é igual ou menor que dum peixe de aquário, por isso a tua call to action deve ser clara e sucinta.

Um erro que as pessoas fazem é “enterrar” a call to action mais em baixo na landing page. Quando o visitante chega a essa secção já perdemos a atenção dele, e como consequência, uma boa oportunidade de conversão.

Além disso, o “palavreado” da call to action deve-se destacar, sendo o mais descritivo possível, e não ter medo de ter call to actions com texto mais longo que o habitual.

Por exemplo, se tens uma guia sobre as 10 Regras dos Anúncios Facebook, podes dizer “Faz download” ou, mais especificamente, “Faz download do guia para dominares os anúncios”.

ManyChat landing page de 10 Regras

No exemplo acima, o call to action é o botão azul “Quero as 10 Regras >>”.

4. O formulário não deve ser intrusivo

Não coloques um formulário com muitos campos. Uma landing page com vários campos para preencher pode ser considerado uma intrusão para o utilizador.

Além disso, o visitante olha para aquilo e pensa “que trabalheira” preencher aquilo tudo, e sai da landing page.

Formulário inscrição com vários campos
Quanto mais campos tem um formulário, menos pessoas o vão preencher.

Pede apenas a informação que precisas.

Cada campo que adicionas diminui a probabilidade do visitante de se converter, e aumenta a bounce rate da landing page.

Implementa algo simples, que peça poucos campos, apenas aqueles que precisas. Se não vais enviar um produto físico para a pessoa, não peças por morada.

Botão que abre formulário
Ao clicar no botão aparece o formulário. Isto é menos intrusivo

Esta landing page acima vai um passo além, tendo apenas um botão. Clicando no botão é que aparece um formulário com apenas dois campos, nome e email.

5. Keep It Simple Stupid (KISS)

As landing pages são criadas para atingir um propósito específico, como uma conversão.

Neste caso, ter uma visão de túnel até é bom, porque não devemos distrair os visitantes com informação redundante.

Um menu de navegação é o exemplo dum elemento numa página que distrai o utilizador. Mas existem vários outros elementos que podem distrair e confundir o visitante na página.

Por exemplo, esta landing page leva as coisas ao extremo.

Exemplo de uma má landing page
Esta página tem vários pontos de saída e distrações

Esta landing page não só é uma afronta aos olhos a nível de cores e layout, mas tem também vários “pontos de saída” em que o utilizador se irá distrair e sair da página.

Numa landing page, menos é mais. Ela deve ser simples, mas com informação suficiente para incentivar o visitante a tomar uma ação, tais como se inscrever ou comprar.

Landing page com ebook
Uma landing page deve ser simples e sem “pontos de fuga”.

Não deve haver um menu de navegação, nem vários botões, nem outros links, ou seja, evitar qualquer tipo de distração para o utilizador e que possa servir como ponto de fuga para ele.

6. Carregamento da página deve ser rápido

Estamos numa altura da História da internet em que as pessoas acedem aos sites mais através dos dispositivos móveis, do que a partir do computador de secretária.

À medida que cada vez mais do tráfego na web vem do mobile, um carregamento rápido de página é um fator crucial para o desempenho duma landing page.

Usa a ferramenta Google Page Speed Insights, que testa o tempo de carregamento da landing page e dá duas pontuações, uma mobile e outra para desktop.

Pontuação de Google PageSpeedInsghts
PageSpeed Insights é uma ferramenta da Google que testa a velocidade dum site.

Além da pontuação, a ferramenta dá também sugestões do que pode ser corrigido e melhorado.

Oportunidades Google PageSpeed Insights
PageSpeed Insights dá recomendações para melhorar o loading do site.

Os visitantes esperam que uma página carregue em 2 segundos ou menos. Mais lento que isso, e rapidamente irão abandonar o site.

Para otimizar a velocidade de carregamento dum site, as imagens devem ser otimizadas para a web e colocadas com o tamanho necessário, ou seja, salvar com o tamanho certo e não carregar imagens gigantes.

Deves ter também um alojamento rápido e de confiança. Eu uso o SiteGround.

Existem várias outras dicas sobre como melhorar o tempo de carregamento dum site que podes procurar na web para te ajudar.

Se tiveres WordPress, plugins como o WP SuperCache ajudam a otimizar a velocidade do site.

7. Testa, testa, testa

Testa a tua landing page com variações dos seus elementos, de forma a melhorar o desempenho da página e reduzir a taxa de ressalto (bounce rate).

Mapa de calor da HotJar
Saber o comportamento do visitante dá insights valiosos.

Testar significa fazer Testes A/B, em que é mostrado ao visitante uma de duas versões da tua landing page.

Os elementos que podes testar são o título, subtítulo, imagens, texto, etc.

Testa apenas um elemento de cada vez (ex.: títulos diferentes) para perceberes qual a variação que tem mais impacto. Se testares muita coisa ao mesmo tempo (títulos, imagens, texto) não sabes o que impactou o desempenho da landing page.

Split testing
Alguns visitantes visualizam variação A, e outros a variação B.

Existem algumas ferramentas para fazer estes testes A/B, tais como:

Testa as tuas landing pages com tempo e tráfego suficiente. O que isto significa é que devemos deixar o teste a correr algum tempo, e também ter visitas o suficiente, para tirar conclusões estatisticamente relevantes.

10 visitas a um website não é suficiente para o desempenho das variações da landing page.

8. Usa um criador de Landing Pages

Para facilitar as coisas, podes usar um criador de landing pages para criar páginas profissionais e apelativas.

Isto pode ser um plugin de WordPress ou serviços de landing pages, que normalmente envolvem uma avença mensal.

Landing page mobile no Convertri
Um criador de landing pages permite criá-las sem saber código nem programação

Usar um criador de landing pages permite criar um design completo das tuas páginas e conteúdo rapidamente, sem saber código. O resultado? Um design profissional e otimizados para todos os dispositivos.

Existem plugins WordPress e serviços de criação de landing pages para facilitar a criação de páginas.

Plugins WordPress

Serviços

O que é uma boa landing page?

Eis as 8 dicas que constituem uma boa landing page com altas taxas de conversões e baixa taxa de ressalto:

  1. Cumpre a expectativa do utilizador
  2. A tua Proposta de Valor deve ser clara
  3. Um apelo à ação claro e sucinto
  4. O formulário não deve ser intrusivo
  5. Keep It Simple Stupid (KISS) sem distrações
  6. Carregamento da página deve ser rápido
  7. Testa e otimiza
  8. Usa um criador de Landing Pages

Ao usar estas 8 dicas, vais ter uma melhoria significativa nas tuas landing pages, com maiores conversões e um bom crescimento do teu negócio em leads e vendas.


Ao teu sucesso,
assinatura-joao-78x50-nenhuma
João Alexandre
Estratega Digital

Marketing Digital sem espinhas

Deixe um comentário