Anúncios Facebook: o que esperar de 2018

Anúncios Facebook: o que esperar de 2018

Adicionar ao carrinho

Atualizado: Dezembro 2019


Com as lições aprendidas em 2017, podemos olhar para a frente e estarmos preparados para 2018, em anúncios Facebook e marketing no geral.

Neste artigo vamos dar:

  • a importância da “customer journey” e como levar uma pessoa que não conhece a sua empresa até ser cliente.
  • porque deve saber as suas métricas (KPI) e o “big data”.
  • tecnologias emergentes de voz (Alexa Voice e Google Home) e como se podem relacionar com a sua estratégia de SEO.
  • uma rede social que não pode ignorar em 2018 (que não o Facebook).

#1. Customer Journey

A primeira coisa a saber é ter um entendimento de como levar alguém que não conhece o seu negócio nem os seus produtos ou serviço até se tornarem um cliente.

Exemplo duma customer journey

O seu público-alvo não estão apenas numa rede social nem apenas um dispositivo. Alguém pode visitar o seu site no telemóvel e comprar no computador de secretária.

Use personalização no seu marketing, por exemplo, nos seus anúncios e no seu conteúdo para falar diretamente para o seu público-alvo e em que ponto estão nesta “jornada”.

Isto não é nada revolucionário. Isto é a base do bom marketing. É saber comunicar bem a sua mensagem para a pessoa certa, no sítio certo e na altura certa.

Com a tecnologia que temos disponíveis, isto torna-se mais viável. É fácil fazer esta personalização com Bots do Messenger, e serviços como o Manychat ou Chatfuel tornam isto possível.

Mas tem de usar isto com juízo, duma forma permissiva e não a empurrar os seus produtos ou serviços.

#2. KPI (Key Performance Indicators)

Você precisa saber as suas métricas, os seus KPI, em Português, os Indicadores Chave de Desempenho.

Monitor smartphone numeros

Antigamente era mais difícil, mas hoje em dia com a tecnologia que temos disponível, podemos usar as nossas métricas para otimizar o seu marketing.

Isto não é nada de novo, mas à medida que avançamos neste ano, é importante saber as métricas do seu negócio.

Por exemplo, quanto custa obter uma lead? Quanto custa obter um cliente? Qual o valor do tempo de vida do seu cliente? Qual a taxa de conversão dele ao longo do funil?

Se você não sabe estes números, vai andar às cegas com o seu marketing e com o seu negócio.

#3. Anúncios: maior controlo

Em 2017 o Facebook deu-nos mais controlo com a possibilidade de otimizar os valores que licitamos pelos anúncios.

Pode ver isto a nível do conjunto de anúncios, na secção de Optimização e Publicação, que se chama “custo mais baixo”, que lhe vai dar o maior n.º de conversões para o seu orçamento (isto chamava-se anteriormente de licitação automática).

Montante de licitação

Mas também pode definir um montante de licitação “manual”. Portanto se você souber quanto custa para si uma lead/cliente, pode definir aí o valor máximo que está disposto a pagar por conversão/clique/ação.

Em anúncios de Conversões, tem ainda a possibilidade de definir um valor manual média ou máxima para a licitação.

Montante de licitação média e máxima

Você não tem de usar estas novas opções, e aliás, não deve, se não souber as suas métricas, os seus KPI. Se assim for, é melhor deixar para o algoritmo do Facebook otimizar as coisas por nós.

#4. Tendência: “Voice”

Uma grande tendência que está a entrar em cena é a “Voice”. Um exemplo disto é a Alexa Voice Service e Google Home. É uma tecnologia de ativação de voz que ainda não está disponível em Português. Mas o potencial é grande.

Google Home calling mom

As pessoas estão a começar a usar ativação e voz e tecnologia inteligente. Isto pode ser uma boa oportunidade à medida que avançamos pelo adentro.

Elas podem falar e o “robozinho” vai pesquisar o que falou.

Se você está a começar com o seu negócio ou se o seu foco for a nível nacional, não recomendo que pense nisto. Mas se a sua empresa estiver bem estabelecida no mercado e faz negócios internacionalmente, isto pode ser bom para si.

Pense em como usar isto para seu benefício, porque as pessoas quando pesquisam nos motores de busca por voz, as pesquisas são normalmente mais longas (falamos mais do que escrevemos). Leve isto em conta na sua estratégia de SEO.

#5. LinkedIn e Amazon

Em 2017 o Facebook e Google dominaram a publicidade online. Isso não irá mudar num futuro próximo, mas plataformas como a Amazon e o LinkedIn começam a ganhar mais tração no mundo dos anúncios.

Logos linkedin e amazon

Do ponto de vista de anúncios, o LinkedIn quando começou era fraquinho. Mas eles fizeram uma série de melhoramentos à plataforma de anúncios em 2017.

O LinkedIn não se vai sobrepor ao Google nem Facebook, mas será uma rede social interessante para experimentar fazer anúncios e chegar ao seu público-alvo no LinkedIn.

E a Amazon? Também tem uma plataforma de anúncios.

A Amazon tem tanta informação sobre comportamento de compra do consumidor que pode ser uma boa oportunidade para lá fazer anúncios se tiver uma empresa de venda de produtos que possa vender internacionalmente.

Pode criar uma conta de vendedor na Amazon aqui. Se o seu negócio tiver sede em Portugal ou outro país de língua Portuguesa, a Amazon considera-nos como vendedores internacionais. Por isso convém ler os termos de serviço específicos para nós.

#6. Experimente, teste

Não acredite em nada daquilo que lhe digo. Experimente as coisas por si próprio(a).

Não ande a bater com a cabeça na parede a fazer sempre a mesma coisa e à espera de obter resultados diferentes. Isso é a definição de insanidade, dizia o Einstein.

Ilustração isométrica vetores

Se normalmente faz anúncios com vídeo, experimente só imagem. Se faz com uma única imagem, experimente um carrossel de imagens. Se o seu lead magnet é um PDF, experimente um desconto ou trial do seu produto ou serviço.

À medida que temos cada vez mais serviços e tecnologias que podemos implementar no nosso marketing, a seleção torna-se confusa mas também é uma oportunidade para testar diferentes táticas na sua estratégia.

Neste ano, não tenha medo de experimentar novas táticas, mesmo que sejam fora da sua zona de conforto. Poderá ficar agradavelmente surpreendido com os resultados.

Sumário

Eis um apanhado daquilo que nos espera em 2018, não só em anúncios Facebook, mas também no marketing em geral.

Icone lista sumario

#1. Consumer Journey
Ter um entendimento da “jornada” do seu cliente e usar personalização no seu marketing e anúncios. Com o Facebook Messenger e a tecnologia dos bots isto torna-se fácil.

Como pode segmentar as pessoas o mais depressa possível para lhes dar conteúdo relevante e usar os anúncios para ter uma conversa personalizada com ela?

#2. KPI (as suas métricas)
Saiba os seus números. Quais são as métricas importantes no seu negócio?

Quanto custa uma lead para si? Qual o valor do tempo de vida do cliente? Se não tiver resposta para estas perguntas está a navegar às cegas no seu marketing.

#3. Anúncios: opções de licitação
Ao saber as suas métricas, pode tirar partido de algumas opções de licitação no Facebook (a nível do conjunto de anúncios) para ter maior controlo em como gasta o seu orçamento.

No entanto, se for principiante, aconselho deixar na prédefinição do Facebook.

#4. Tecnologia de “Voice”

Se tiver um negócio bem estabelecido, a vender internacionalmente, com uma boa presença online, pode começar pensar em tirar partido desta tecnologia.

Incorpore as possibilidades de ativação de voz na sua estratégia de SEO porque as pesquisas que as pessoas fazem ao falar são normalmente mais longas do que se escreverem.

#5. LinkedIn, Amazon
Vão ganhar mais popularidade ao longo do ano à medida que novos anunciantes entram em cena e começam a estar anúncios nestas plataformas.

O LinkedIn tem feito vários melhoramentos no seu interface de anúncios e é uma rede social em que deve experimentar fazer anúncios. E a Amazon tem muita informação sobre o comportamento do consumidor, o que a torna ideal se tiver produtos para vender para este mercado através de anúncios na plataforma deles.


E aí está, são estas tendências que pode esperar para 2018 e ter sucesso este ano, é isso que lhe desejo.


Ao teu sucesso,
assinatura-joao-78x50-nenhuma
João Alexandre
Estratega Digital

Marketing Digital sem espinhas

Deixe um comentário