Anúncios Adwords: como são afetados pelo RGPD?

O Regulamento Geral da Proteção de Dados (RGPD) é um conjunto de regras para beneficiar a proteção dos dados pessoais dos residentes na União Europeia.

O RGPD foi aprovado em 27 de abril de 2016, mas entrou em vigor oficial em 25 de maio de 2018.

Num artigo anterior, mostrei como é que o RGPD impacta os anúncios Facebook. Desta vez, vamos falar sobre o Google Adwords.

Antes de avançar, vamos perceber o que significam estes dois termos:

  • Responsável pelo tratamento de dados: “Uma empresa é responsável pelo tratamento de dados quando tem a responsabilidade de decidir o motivo e a forma (os “fins” e os “meios”) como os dados pessoais são tratados.”
  • Subcontratante: “Uma empresa é subcontratante quando procede ao tratamento de dados pessoais em nome de um responsável pelo tratamento de dados. Ao abrigo do RGPD, os subcontratantes têm obrigações para proceder ao tratamento de dados de forma segura e legal.”

Então vamos lá…

RGPD e pesquisar no Google

As boas notícias são que pesquisar está em conformidade com o RGPD.

A pesquisa com base na intenção, nos motores de busca, não requer qualquer tipo de informação identificável da pessoa, porque não há informação pessoal a ser partilhada quando alguém pesquisa por alguma coisa.

Pesquisa google

Desde que não esteja a usar algum tipo de remarketing ou tracking para efeitos de conversão, não precisa fazer nada.

E porquê?

Porque o Google é o responsável pelo tratamento de dados, não havendo um subcontratante (que normalmente seríamos nós).

Isto pode ser bom para as marcas como a Nike que têm grandes orçamentos para fazer campanhas de branding para ficar top of mind, em que as impressões são a única coisa que interessa.

Anúncio Nike branding

Mas para as pequenas empresas isso não chega.

Se quer analisar mais métricas ou criar públicos-alvo com base nos resultados dos cliques para os quais está a pagar, aí a coisa torna-se mais confusa.

Cookies, remarketing e RLSA (listas de remarketing para anúncios de pesquisa)

Usa o Google Analytics, o Tag Manager, ou o código de remarketing do Adwords no seu site (para criar públicos)?

Logotipos analytics, tag manager e adwords

Então precisa de obter consentimento.

O Google avisa:

Anunciantes que usem o Adwords necessitam de obter consentimento para o uso de cookies, onde seja juridicamente obrigatório, e para a recolha, partilha e utilização de dados pessoais para anúncios personalizados para utilizadores no EEE [Espaço Económico Europeu]. Isto inclui etiquetas de remarketing e de conversões. Onde juridicamente obrigatório, os anunciantes devem também identificar claramente cada entidade que possa recolher, receber ou usar os dados pessoais do utilizador.

Isto significa que se está a usar um serviço do Google para monitorar ações de utilizadores no site, de forma a lhes mostrar anúncios personalizados no futuro, precisa de obter o consentimento deles.

As 2 exceções em que o Google é responsável + subcontratante

Há duas exceções nas quais o Google opera como responsável de tratamento de dados e subcontratante, o que significa que eles definem o propósito de utilização dos dados quando procedem ao tratamento dos dados que você controla.

Essas exceções são Segmentação por lista de clientes e Conversões de vendas em lojas.

Segmentação por lista de cliente é uma ferramenta em que carregamos um ficheiro CSV com dados de contacto recebidos dos clientes para segmentar grupos específicos dentro do Adwords.

Segmentação por lista de clientes

Como isto é criado com base em dados pessoais identificáveis (emails, números de telefone, nome e endereços postais são considerados identificáveis), precisa de provar que obteve consentimento explícito de cada membro deste público, porque isto é responsabilidade sua, não do Google.

Conversões de vendas em lojas permite importar dados de transações feitas offline na loja para o Adwords, em que o Google vai corresponder essas transações com a informação do utilizador que tem no Adwords.

Ação de conversão importar de CRM

Isto também tem o mesmo tipo de dados identificáveis dos públicos-alvo personalizados (nome, email, etc.), com a adição provável de dados financeiros do cliente (ex.: n.º de contribuinte), e por isso é necessário consentimento.

De acordo com o Google:

Quando tratamos dos dados do utilizador, o consumidor e o Google agem como responsáveis independentes ao abrigo do RGPD, com a exceção da Segmentação por lista de cliente e Conversões de vendas em lojas (carregamento direto), em que o Google age como processador do consumidor para dados pessoais fornecidos pelo consumidor.

Assim, nestas situações, você é responsável por garantir que os dados que o Google está a tratar estão em conformidade com o RGPD.

A maioria dos anunciantes não usam estas ferramentas, mas aqueles que usam precisam de ter prova que os dados carregados para o Google foram obtidos com consentimento.

2 comentários em “Anúncios Adwords: como são afetados pelo RGPD?

  1. Olá João,

    Antes de mais, obrigado pelo artigo. O RGPD é sem duvida algo que levanta muitas duvidas e quanta mais informação de qualidade melhor.

    Gostaria de colocar algumas questões relacionadas com o artigo, se possível.

    1 – Apenas a integração do código analytics no website, ou seja, aquele código base que nos permite acompanhar o percurso do visitante necessita da autorização prévia do utilizador?

    2 – Tendo em conta que precisamos do consentimento do utilizador para a recolha de etiquetas de conversão e por norma essas etiquetas estão numa thank you page, qual a forma de conseguir esse consentimento?
    a) Através do aviso tradicional de cookies e guardando em base de dados o ip do utilizador quando este clica em “Aceito”?
    b) Colocar na página da etiqueta um script para verificar se o consentimento existe e mediante o resultado permitir a aplicação ou não da etiqueta?

    Será isto?

    • 1 – Implemente uma barra de consentimento de cookies no meu site (como a minha), com um link para a Política de privacidade. Aí descreve os cookies (ex.: Google Analytics) que o seu website instala no navegador do utilizador.

      2 – Mesmo que a anterior.

Deixe um comentário