Facebook Ads: resultados, vendas e ROI

Facebook Ads: resultados, vendas e ROI

Chatbot phone

Atualizado: Outubro 2019


Olha para o botãozinho de Promover publicação. Ele é aliciante não é?

O Facebook facilita bastante fazer anúncios com eles não é? Mas será que é assim tão simples?

Clicar no botão para promover o post sem ter um planeamento por trás é como jogar na roleta do casino: umas vezes funciona, outras, é uma perda de tempo e dinheiro.

Provavelmente já sabes que o botão de Promover não é a melhor forma de fazer anúncios no Facebook, mas como usar o “Gestor de Anúncios”? O que precisas para correr uma campanha? Como otimizar o que estás a fazer para ter melhores resultados?

Preparare os elementos antes de criar uma campanha ajuda a poupar tempo e não perder a “embalagem”, o que significa mais vendas, maior retorno no investimento do anúncio.

Eis 8 dicas que uso ao criar uma campanha.

1. Conteúdo

Uma campanha de anúncios Facebook começa com conteúdo.

Bom conteúdo ajuda-nos a criar “públicos mornos” para os quais podemos mostrar os nossos anúncios (mais sobre públicos daqui a bocadinho).

O teu conteúdo pode ser uma dica em vídeo, ou um artigo de blog, ou post na página Facebook que são úteis para a tua audiência.

Quando uma pessoa da tua audiência consome esse conteúdo, é bom sinal que são uma escolha certa para o teu produto ou serviço.

O próximo passo é fazer re-target para essas pessoas com anúncios promocionais, porque sabemos que são o nosso tipo de cliente.

2. Landing Page

Uma landing page é uma página específica no teu website, em que envias as pessoas após clicarem no teu anúncio Facebook.

Se envias as pessoas para uma página de serviços, ou pior, para a homepage, estás a pedir muito deles. Eles podem clicar no anúncio, e não ter tempo ou paciência para pesquisar no teu site o que estavam à procura.

Uma boa landing page para os teus anúncios Facebook deve ter o mesmo “cheiro” do teu anúncio. Usa as mesmas imagens, ou semelhantes, com o mesmo branding consistente, para que as pessoas saibam que estão no sítio certo para o anúncio que clicaram.

3. Públicos

A quem queres mostrar os teus anúncios? Quanto mais conheceres do teu cliente ideal, mais fácil é criar um público para os teus anúncios Facebook, através de interesses.

Podes criar o teu interesse, ou Públicos guardados, antes de começar uma campanha. Para isso, clica em Públicos no Gestor de Anúncios.

Aceder a públicos
Clica no menu das 3 linhas horizontais e seleciona depois Públicos

Públicos guardados são públicos criados com base em interesses e dados demográficos.

Eles são um bom ponto de partida, mas são “públicos frios”, pessoas que nunca tiveram contacto com o teu negócio.

Para os “aquecer”, precisas de fazer com que vejam o teu conteúdo (ver passo 1).

Também podes criar públicos mornos a partir deste separador de Públicos no Gestor de Negócios.

Seleciona Público personalizado do menu drop-down.

Criar público personalizado
Como criar um Público personalizado

Antes de avançar, temos de perceber a razão de podermos querer criar diferentes versões dum anúncio.

Quando promovemos um post no Facebook, existe apenas uma versão do anúncio que está a ser mostrado ao público, aquele que está a ser promovido a partir da feed da tua Página.

Quando crias um anúncio no gestor de anúncios, estás a criar diferentes versões do mesmo anúncio.

Isto ajuda ao teu desempenho de duas formas:

  1. Fadiga do público: O Facebook mostrará anúncios às pessoas mais que uma vez. Se tens um público pequeno, isto significa que eles irão ver os teus anúncios muitas vezes, o que os pode irritar. Se tiveres diferentes versões do teu anúncio dentro dum conjunto de anúncios, as pessoas do teu público irão ver diferentes versões do teu anúncio, em vez do mesmo, repetidamente. Isto reduz a probabilidade do teu público ficar fadigado. Nota: mantém a Frequência debaixo d’olho, se estiver acima de 4, significa que o anúncio está a ser mostrado à mesma pessoa, e está na altura de fazer um refresh.
  2. Otimização: quando carregas várias versões do teu anúncio para um conjunto de anúncios, o Facebook irá mostrar cada um deles a um segmento do teu público. A versão que tiver melhor desempenho vai ser então lançada para o restando do público maior. Isto é uma auto-otimização do próprio Facebook que te vai ajudar

4. Imagens e vídeo

As imagens e vídeos são o que determinam a pessoa parar de fazer scroll. Se consegues captar a atenção da pessoa com a tua imagem, estás meio caminho andado para um anúncio de sucesso.

Cria 2 versões diferentes dos teus elementos visuais. Isto pode ser imagens, vídeos e carrosséis. Assim, terás pelo menos 2 versões do teu anúncio para evitar a fadiga visual e deixar o Facebook testar e otimizar.

Se estás a usar o local de publicação das Histórias, deves verificar se as tuas imagens estão no formato 9:16 (vertical, como os telemóveis).

5. Texto

A tua imagem parou o scroll, o texto no corpo do anúncio pode fechar a venda. Uma boa copy leva as pessoas a agir e tomar a ação que queres que tomem (clicar, comprar, etc.).

Tens duas versões de imagens para os teus anúncios, e deves fazer o mesmo para o texto, tendo duas versões.

  • Imagem 1 – Texto 1
  • Imagem 1 – Texto 2
  • Imagem 2 – Texto 1
  • Imagem 2 – Texto 2

Eis uma fórmula que podes usar ao escrever a copy do anúncio:

[Qual o problema que a tua audiência tem que podes resolver] + [como o vais resolver] + [Call to action]

Por exemplo:

Os anúncios Facebook são difíceis, nem sempre tens tempo para te manter a par das alterações, para conseguires ter texto persuasivo e saber se está tudo bem configurado.

Estará na altura de fazer outsourcing disto?

Contrata-me para gerir os teus anúncios Facebook, para que possas voltar a gerir o teu negócio e outras atividades mais importantes.

Clica abaixo para receberes orçamento.

Escreve várias versões do teu texto, até não conseguires pensar em mais nada, e depois escolha os melhores 2 (textos) para os teus anúncios.

6. O Píxel

O píxel do Facebook tem dois objetivos.

1. Criar públicos

Quando o píxel está instalado no teu site, podes fazer re-target de todas as pessoas que visitaram, pessoas que visitaram uma página específica, ou pessoas que passaram muito tempo no teu site.

Estes são públicos mornos, e são mais fáceis de vender do que públicos frios, aqueles criados à base de interesses.

2. Acompanhamento de conversões

Coloca uma linha de código na tua página de obrigado para que o Facebook saiba quando alguém se inscreveu (ou comprou), com base numa ação que tomaram no Facebook.

7. Orçamento

Perguntam-me várias vezes quanto custam os anúncios.

Não há uma resposta certa para isto. O custo por clique, engagement, conversão ou visualização de vídeo pode variar dependendo do negócio, da audiência, dos locais de publicação e até mesmo sazonalmente ao longo do ano.

Recomendo um orçamento mínimo de €5 por dia, mas para produtos e serviços que custem mais, aconselho ir acima desse valor.

O orçamento inicial vai ajudar a testar, para percebermos o que funciona e não funciona.

8. Relatórios personalizados

Se alguma vez tentaste navegar por um relatórios de anúncios Facebook, sabes como pode ser confuso. Ao criar relatórios personalizados, poderás encontrar a informação que precisas rapidamente.

Para criares um relatório personalizado, vai ao teu Gestor de Anúncios:

  • Clica em “Filtros”, que se encontra por cima de Campanhas
  • Clica “Filtrar por seleção”
Filtro por selecao
Filtra por seleção para que vejas apenas as campanhas que precisas
  • Do lado direito, clica no menu “Desempenho”
  • Seleciona “Personalizar colunas”
Personalizar colunas nos relatórios Facebook.
Seleciona Personalizar colunas para criares os teus próprios relatórios
  • Agora seleciona as métricas mais importantes para ti. Podes apagar aquelas que não precisas e arranjar a ordem (para cima ou para baixo) como quiseres.
  • Antes de fechar a janela clica em “Guardar como predefinição” e dá um nome ao relatório.
Guardar como predefinição

Quando voltares para a visualização do relatório, seleciona o nome do relatório personalizado que lhe deste. Neste caso, chamei o meu de “Relatorio do Joao”.

 class=
Seleciona o relatório personalizado da lista.

Estas são as minhas 8 dicas.

Ter sucesso com anúncios Facebook não é fácil nem rápido. Implementa estes passos na tua estratégia e estarás a otimizar as tuas campanhas para ter mais resultados. Assim consegues perceber rapidamente se estão a funcionar.

O resultado, bons anúncios e mais vendas.


Se os anúncios Facebook te dão vontade de arrancar os cabelos, fala comigo, porque poderei ajudar-te de duas formas:

Clica aqui e preenche o formulário de contacto.


Ao teu sucesso,
assinatura-joao-78x50-nenhuma
João Alexandre
Estratega Digital

Marketing Digital sem espinhas

Deixe um comentário