Guia Youtube para marcas

Chatbots

Atualizado: Outubro 2019


Youtube apresentou um recurso para agências e marketers, o Youtube Creator Playbook for Brands. No guia, o Youtube mostra às empresas como elas podem ter mais sucesso no Youtube ao mostrar exemplos de sucesso nesta plataforma.

Este é o terceiro guia que o Youtube criou e é o mais atualizado até à data deste artigo (2014), contento segmentos de guias anterior. Só falta como usar outras redes sociais (ex.: Facebook) para espalhar mais a mensagem dos vídeos.

O guia acaba com as dúvidas em relação àquilo que as pessoam pensam que é necessário para ter sucesso no Youtube, tal como “há mais para o vídeo do que querer que ele seja viral e “os teus vídeos só serão encontrados no formato em que queres que sejam encontrados”.

O guia é dividido em 7 partes, destacando um dos maiores obstáculos atualmente para marcas, criar e

  1. Marketing de conteúdos como parte da tua estratégia de branding – cria um plano que se enquadra com a tua marca e fala a linguagem da tua audiência. Isto permite-te ganhares a lealdade e admiração do teu público-alvo e que te interessas por eles. Os teus vídeos devem inspirar, educar, entreter ou informar (aliás, estes são os mesmos objetivos dum discurso oral).
  2. Dez fundamentos para criar conteúdo que as pessoas querem ver – o Youtube tem boas ideias no que toca a causar impacto nos espetadores e apresentar-lhes o resto do teu conteúdo, que apresentam em 10 sugestões (ler de seguida).
    • Conteúdo partilhável – conecta-te com os espetadores emocionalmente
    • Colaboração – ao trabalhares com os outros, podes agregar valor ao contribuir para o público de cada um dos teus colaboradores
    • Tópicos – usa as tendências para te ajudar a decidir que coisas é que as pessoas querem saber. Cria conteúdo “evergreen” que possa ser pesquisado em anos vindouros.
    • Acessibilidade – lembra-te que cada vídeo pode ter um destaque por si próprio, para que se as pessoas aterram no meio dum vídeo duma série de vídeos que criaste, eles percebam o fio à meada (coloca links para outros vídeos da série)
    • Consistência – cria conteúdo que pode ser prolongado por uma série de episódios e publica-os com uma calendarização consistente (para as pessoas esperarem o teu conteúdos naquela data, ex.: todas as segundas-feiras)
    • Público-alvo – conhece a tua audiência e orienta o teu conteúdo para eles
    • Fala com eles – pede feedback à tua audiência e mostra-lhes que és bom ouvinte
    • Interativo – torna a tua audiência parte do teu canal. Faz perguntas, responde, envolve-te
    • Genuíno(a) – conta histórias da vida real ou dos bastidores, ou admite erros que fizeste, sê autêntico.
    • Sustabilidade – Cria conteúdo de forma consistente e sustentável, se o teu orçamento e colaboradores (designers, fotógrafos, videógrafos) permitirem).
  3. Planea o teu conteúdo – planea quando é que os teus vídeos serão lançados. Cria um plano dos tipos diferentes de vídeos bem como a melhor altura para os carregares ou colocares online.
  4. Otimiza o teu conteúdo – tens de criar bom conteúdo. Parece lógico, mas sem grande conteúdo não tens nada. Após teres bom conteúdo, deves ter uma boa estratégia implementada de otimização.
  5. Promove o teu conteúdo com anúncios – é bom ter uma estratégia para que possas colher os benefícios das impressões pagas em vídeo, certificando-te que estás a atingir o teu público-alvo.
  6. Espalha o conteúdos pelas redes sociais – o vídeo é um meio social na qual a audiência é capaz de interagir com o criador do vídeo como não é capaz de o fazer com a televisão.
  7. Medir os resultados – mede e testa através das tuas ferramentas preferidas para saberes se isto está a funcionar para ti. Quando não medes, estás a navegar à toa e não sabes o que está (ou não está) a produzir resultados.

Ao teu sucesso,
assinatura-joao-78x50-nenhuma
João Alexandre
Estratega Digital

Marketing Digital sem espinhas

Deixe um comentário