Reduz as tuas muletas linguísticas e corporais – parte 1

Adicionar ao carrinho

Atualizado: Outubro 2019


Passo 1: Percebe como usas muletas

Precisas de saber onde é que estás a ter problemas nas tuas “muletas”. Há 3 formas de saberes isto.

  1. Grava-te quando praticas – Hoje em dia a maioria das pessoas tem algum tipo de aparelho que permite gravar áudio ou vídeo. Regra geral, o vídeo é melhor. Grava-te durante 5 minutos, mesmo que a tua apresentação seja maior, como amostra representativa. Com isto, não só vais ouvir as tuas muletas linguísticas como ver os teus tiques ou outros gestos corporais.
  2. Grava-te quando fazes um discurso – Poderás usar um gravador áudio durante uma apresentação. É menos intrusivo do que uma câmara de vídeo, porque se estiveres num evento que não controlas pode não ter essa possibilidade, e permite à mesma captar o que disseste. Também te dá a possibilidade de gravar o feedback do público, tal como quando disseste alguma coisa que os fez rir ou quando alguma coisa correu mail. A maioria dos smartphones têm uma aplicação para gravar.
  3. Pede a um colega para te dar feedback – Isto pode ser bom porque estás a ter a perspetiva de alguém em quem podes confiar para ser crítico, de forma construtiva. Por vezes nós somos muito críticos para connosco, e enquanto gravares-te é uma boa tática, talvez não gostes de te ver ao vivo, ou ouvir a tua voz. Esta abordagem de ter um amigo a ver e ouvir-te ultrapassa este obstáculo.

Trabalho de casa

Faz um compromisso para contigo e faz pelo menos uma das três coisas que escrevi anteriormente na tua próxima apresentação e diz-me como correu.


Ao teu sucesso,
assinatura-joao-78x50-nenhuma
João Alexandre
Estratega Digital

Marketing Digital sem espinhas

Deixe um comentário